Categorias
saúde

Cúrcuma e seus benefícios para a saúde

A planta medicinal açafrão da terra representa uma espécie botânica da família dos Zingiberaceae, de nome científico Curcuma longa Linn.

Por Isabella Brescia

Existem inúmeras  ervas  naturais que possuem substâncias com ação antioxidante   e   anti-inflamatória,   compostos fenólicos, flavonoides, alcaloides, tais substâncias   atuam   no   sistema   imune,   na microbiota  intestinal,  e  em  vários  processos metabólicos, controlando quadros inflamatórios. A  cúrcuma  (cúrcuma  longa),  também  conhecida  como açafrão da terra possui vários princípios ativos, o  principal  deles  é  a  curcumina  sendo  um potente antioxidante e anti-inflamatório.

A planta medicinal açafrão da terra representa uma espécie botânica da família dos Zingiberaceae, de nome científico Curcuma longa Linn. Seu pó dourado também é conhecido como turmérico. Trata-se de uma planta nativa da Ásia e Índia.

Historicamente, a Curcuma longa L. é conhecida mundialmente por suas aplicações terapêuticas e dietéticas em atividades medicinais (medicamentos), culinárias (tempero, corante alimentar natural e conservante), cosméticas e religiosas, sendo sua origem marcada pela população chinesa e indiana. A Índia domina até os tempos atuais a maior escala de produção, exportação e consumo deste vegetal multifuncional.

O açafrão da terra se apresenta como um medicamento popular, de baixo custo e fácil acesso,  com propriedades medicinais altamente eficazes. Está sendo disseminado dentro da medicina integrativa sua potencialidade medicinal e benefícios à saúde, agindo em  inúmeras doenças clínicas e crônicas como artrite, diabetes, colesterol, hepatite, malária.

Dentre os seus componentes químicos ativos destaca-se a curcumina que é extraída dos rizomas da planta, empregada na indústria alimentícia (conservante, corante, tempero, alimento e suplemento dietético, inibidor de apetite e termogênico no controle da obesidade), na indústria de cosméticos (óleos essenciais, cremes e pomadas para a pele), na indústria farmacêutica (antioxidante, anticoagulante, anti-inflamatório, antitumoral, antiviral, anticancerígeno, neuro protetor e outras fisiopatologias), na medicina tradicional (medicamento caseiro em forma de chá, decocção, maceração e infusão), na fitoterapia (utilizando-se as partes secas e frescas para extratos, chás, óleos, pomadas, comprimidos e cremes).

O açafrão da terra apresenta propriedades medicinais relevantes e abrangentes, agindo em atividades biológicas e farmacológicas capazes de atuarem com eficácia em ações terapêuticas, antimicrobiana, antitumoral, anticancerígena, antibacteriana, antifúngica, antimalárica, anticoagulante, antiespasmódica, antiflatulenta,  hipolipemiante, cicatrizante, neuro protetora, imunomoduladora, colerética, colagoga, e outras.

Os problemas ligados ao trato gastrointestinal envolvendo estômago, esôfago, intestino e órgãos auxiliares como vesícula, pâncreas e fígado recebem benefícios dessa planta medicinal, por formar uma camada protetora e eliminar resíduos tóxicos que podem causar constipação, gastrite, úlcera, cálculos biliares e vesiculares, dentre outros desajustes ligados a este tão importante órgão do corpo humano.

O mecanismo de ação anti-inflamatória do princípio ativo da Curcuma longa L. age na cascata do ácido araquidônico, também conhecida como cascata da inflamação, inibindo as moléculas envolvidas no processo inflamatório. Esta inibição se dá de forma modular e envolve diversos fenômenos biológicos que interferem nas ativações celulares e nos sinalizadores moleculares, denominando a atividade terapêutica anti-inflamatória.

Ressalta-se ainda que os fatores Necrose Tumoral Alfa (TNF-a), Cicloxigenase-2 (COX-2) e NF-kB responsáveis por várias patologias inflamatórias, momento em que a curcumina trabalha na diminuição produtiva de TNF-a interferindo na sua mediação celular, eliminando as funções biológicas do COX-2, eliminando o NF-kB, agindo como propriedade medicinal anti-inflamatória.

Os fatores reumáticos, artrite e artrose podem ser eliminados com a ação anti-inflamatória da curcumina, agindo de forma eficaz em músculos, nervos e ossos, proporcionando o alívio da dor e melhorando os movimentos articulares.

A  formulação   de   cápsulas contendo   curcumina   em   soluções   lipídicas aumenta  sua  biodisponibilidade,  comprovado por análise plasmática após utilização. Outra  forma  de  utilização  da  cúrcuma é na produção e preparação de alimentos não somente  como  corante.  Estudos  demostram que   sua   capacidade   antioxidante   e   seus princípios ativos se mantem após o cozimento.

Com base nos achados na literatura é possível  afirmar  que  a  cúrcuma  longa  possui vários  benefícios  contra  diferentes  patologias por     possuir     compostos     fenólicos      antioxidantes  e  anti-inflamatórios  que atuam  na prevenção  e  tratamento  de várias  alterações do metabolismo. Seu  uso  é  considerado  seguro,  visto que  não  demonstrou  efeitos  colaterais  mesmo quando administrado em altas doses.

Referência bibliográfica

CARNEIRO, Josiane Aparecida; MACEDO, Darla Silvério. Cúrcuma: princípios ativos e seus benefícios para a saúde. RBONE-Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, v. 14, n. 87, p. 632-640, 2020.

MORETES, Débora Nogueira et al. Os benefícios medicinais da Curcuma longa L.(Açafrão da terra). 2019.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.